Coaching -Brincadeira ou coisa séria?

Written by on 18 de setembro de 2017

Não sei se já assistiu na Netflix o documentário “Eu não sou seu Guru”, do Anthony Robbins. Se viu, deve saber que estou falando de um cara que fez história e é a maior referência em desenvolvimento pessoal do mundo. Ele simplesmente treinou mais de 50 milhões de pessoas em 35 anos de carreira. Um recorde e tanto, não é mesmo?

Infelizmente, seu trabalho não é muito conhecido aqui no Brasil. Mas temos vários eventos, coaches e treinadores que copiaram muito do conteúdo que ele desenvolveu e literalmente arrastam uma massa e tanto. Mas tem um detalhe: esses eventos não dão crédito a Anthony Robbins. Já assisti a alguns vídeos e exemplos desses “gurus” brasileiros falando que criaram tudo de suas próprias mentes brilhantes.

E isso vem acontecendo até mesmo em cursos de formação de coaching. Recentemente, tive contato com o conteúdo de um curso que referenciou vários livros para seus alunos, menos os de Tony. Claro, todo o programa da formação tinha como base um livro do mestre dos mestres!

Tony_Robbins

Bom, não acho ruim usar conteúdo de outras pessoas, desde que o crédito ou mesmo a menção do nome de quem praticamente criou essa indústria.

Diante deste cenário, a pergunta é: o que diferencia Tony de outros coaches no mundo e o que isso tem a ver com o trabalho que realizo hoje?

Esse cara já salvou a vida de milhares de pessoas e seus resultados vêm de uma única fonte de poder: a dor.

Sim, é isso mesmo!

O ser humano só muda por duas simples razões: ou não aguentamos mais a dor pelas condições impostas em uma vida de escassez, ou porque queremos nos aproximar o máximo possível do prazer.

Tony teve sua “virada de chave” quando no auge de sua pobreza, vindo de uma família desestruturada e sem referência paterna, só tinha o dinheiro de uma refeição que, num momento de total entrega, doou para um menino no restaurante sem saber como iria se virar depois.

Ao sair do restaurante, seu telefone tocou. Um conhecido que devia para Tony 800 dólares ligou para pagar a quantia. Isso que Tony estava há dias tentando contato com ele, sem sucesso.

Após esse momento, ele olhou para o céu e disse “Senhor, já entendi como devo seguir a partir deste momento”. Agradecendo ao universo, ele entendeu que não se tratava dele, e sim do “NÓS”.

O que mais vejo hoje são pessoas desesperadas precisando de amparo. Infelizmente, sabemos também que muitas das técnicas e conceitos, como o PNL, por exemplo, estão nas mãos das pessoas erradas. E isso pode se tornar uma arma de manipulação de massas. Vemos isso nos templos de muitas igrejas, na TV, em eventos e palestras.

O que diferencia isso do trabalho que estou propondo?

Simples. Foque nos resultados de transformação profunda e a abundância financeira será consequência disso. O que temos quase que de forma generalizada hoje é: FOQUE NO RESULTADO FINANCEIRO e a transformação superficial será consequência disso. Essa transformação superficial e o notório oba-oba de muitas palestras motivacionais retroalimentam a falsa sensação de preenchimento de um vazio que essas pessoas sentem. Saem dali “renovadas”, numa espécie de êxtase momentâneo e em poucos dias o vazio volta, ou ficam até pior.

Sim, já presenciei os “melhores” do Brasil e nenhum chega perto do que Tony Robbins consegue fazer, na hora H: virar a chave de uma pessoa em alguns minutos, do suicida até o bilionário depressivo.

E você sabe por que isso acontece?

Porque ele consegue realizar uma conexão profunda com base em técnicas.

E o mais importante: isso ocorre através das profundas dores que vivenciou e na transferência de emoção.

Não posso generalizar, mas o que tenho visto no Brasil é uma boa tentativa, mas que se limita ao conteúdo técnico e intelectual dos palestrantes e sua capacidade de conduzir a massa para onde eles quiserem. Infelizmente ainda tem pessoas que passam a ideia de que qualquer um pode ser Coach, de que Coach é algo simples, superficial. 

Em outro artigo, vou falar como identificar se está sendo manipulado por esses mestres da “abundância”.

Muitos dos gurus aqui já assistiram os eventos do Tony. Mas posso contar no dedo aqueles que estudaram e praticaram as intervenções que ele demonstra em seu documentário. Eu e Dawn Watson, que protagonizou com Tony umas das mais belas intervenções humanas no documentário e impactou o mundo, traremos para o Rio de Janeiro e São Paulo um evento para imprimir uma nova perspectiva de transformação pessoal. Quer saber quando? Clique aqui! Acompanhe meu blog!

Sobre Wilson C. Monteiro

Wilson C. Monteiro é aluno direto de Tony Robbins e Cloe Madanes na maestria da conexão humana. Seus treinamentos são para aqueles que querem mergulhar no autoconhecimento e vivenciar uma mudança profunda. 

 


Tagged as



Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *