O silêncio de um superdotado

Written by on 24 de agosto de 2017

Você já se sentiu sem esperança mesmo sabendo que possui talentos e habilidades? Já ficou paralisado vendo outras pessoas, mesmo sem grandes talentos, conseguirem muito mais em relação ao que você tem conseguido na vida?

Bom, a diferença entre você e elas é o nível de impacto e consistência das suas ações! Mas calma: você não está sozinho. Agora, imagine comigo: você, consciente de suas habilidades ou talentos que desconhecia, fosse capaz de produzir e impactar 10 x mais?

Foi o que aconteceu comigo. Passei vários anos menosprezando meu potencial mesmo sendo considerado “acima da média”.

Sim, meu silêncio que é quebrado hoje é porque tenho um “diagnóstico” de altas habilidades, talentos e inteligências múltiplas acima da média. A palavra superdotado também pode ser usada, mas é confundida com gênio, ou até mesmo super-homem. Mas não é o momento de explicar as diferenças agora. Em outro artigo, com certeza! O que venho aqui é mostrar para você que pode, e deve, me tirar como exemplo para mudar completamente de vida.

Como alguém tão “capaz” ficou tanto tempo vivendo como um parasita? Como você conseguiu ficar assim, sofrendo e levando pancada de todos os lados?

A resposta é simples:

Falta de autoconhecimento e crenças limitantes.

O autoconhecimento ou a capacidade de identificar quais emoções estão ditando a sua vida é essencial nesse processo de autodescoberta. Isso pode ser feito através de terapia, coaching e outras áreas de desenvolvimento humano.

O padrão de crenças também precisa ser reconhecido, pois é o que direciona a pessoa no processo decisório. Se você acredita que não é bom o suficiente, suas decisões serão tomadas com base no medo e provavelmente não arriscará se não for “perfeito”. Entende o que estou dizendo?

Você sabia que mais de 3% da população é superdotada? Diferente de países desenvolvidos, o Brasil é o país que mais enterra talentos, pois não há preparo no sistema social e educacional para entender o universo de uma criança superdotada. Muitos pensarão que só há vantagens, mas não visualizam que pessoas assim podem ter problemas como falta de foco, depressão e se tornarem pessoas antissociais. Elas ainda podem desenvolver conflitos emocionais que, se não forem tratados, podem levar a vários tipos de transtornos. Ou seja, sem uma identificação precoce, essas habilidades se perderão.

A boa notícia é que você pode até perder habilidades mas quando falamos de um dom, a pessoa nunca perde. E você não precisa ser um superdotado para começar hoje a trilhar um caminho de conquistas e realizações. E, se você for um superdotado, o mundo precisa de você agora!

Quando tive essa percepção e virada de chave, em seis meses conquistei e realizei mais do que havia feito em 20 anos de carreira. Isso se deu pelo simples fato de entender meu universo interno e conseguir extrair o melhor de mim para as outras pessoas.

E você? Qual o seu maior talento? Acesse aqui e descubra…


Tagged as , , , , , , ,



Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *