Por que você não consegue emprego?

Written by on 4 de junho de 2018

“Soft skills”. O termo pode ser relativamente novo mas seu significado é um antigo conhecido dos empregadores e recrutadores.

Muito se fala sobre o desemprego que assola o país, mas a pergunta é: Por que existem vagas que não estão sendo preenchidas?

Não, não é por falta de qualificação. Existem profissionais altamente qualificados passando pelo deserto do desemprego.

Nos dias atuais, um curso superior e nem mesmo um mestrado são garantias de um carimbo na carteira de trabalho e dinheiro caindo na conta todo mês…

Somos um país cujo povo não lê, não se interessa em buscar cultura, e onde praticamente todas as instituições de ensino se dedicam a passar para os seus alunos exclusivamente conhecimento técnico. Mas o mercado competitivo de hoje quer mais.

 

employment

O que te diferencia do teu colega, que fez a mesma faculdade, os mesmos cursos e tirou praticamente as mesmas notas? Por que um empresário te contrataria e não ele? Te garanto que não é por causa do teu belo rosto…

Não estou dizendo que o conhecimento não importa. O conhecimento é essencial para conquistar a vaga. Curso superior, cursos extras, um segundo ou terceiro idioma fluente, um bom currículo… Mas essa é só a primeira etapa.

A busca hoje é pelas Soft skills, que são habilidades que dizem respeito à interação com os outros. É isso que está sendo utilizado para diferenciar os candidatos.

O que faz com que profissionais sejam cobiçados e até disputados pelo mercado são, além das competências técnicas, as competências ligadas à inteligência emocional como resiliência, autocontrole, empatia, comunicação, gestão de conflitos, colaboração. E isso não se finge: ou você tem, ou corre atrás pra ter…

O assunto pode ser novo para muita gente, mas David Goleman, considerado o pai da Inteligência Emocional, estuda e disserta sobre há mais de 25 anos.

Então, se em meio ao caos no qual se encontra, você se pergunta o que te falta, talvez eu tenha te dado pistas sobre a sua resposta.

Autora: Luíza Borges

 



Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *